Livros publicados

 

MAR, Museu de Arte, Rio de Janeiro, Projeto Dulcinéia Catadora

Projeto Dulcinéia Catadora, Forrageiras de Jade

Forrageiras de Jade, Projeto Dulcinéia Catadora (2009)

Um pombo atropelado por uma mulher distraída pode suscitar conexões improváveis. Um coelho abandonado em Orchard Beach. As cinzas sem destino de um homem. Devaneios cultivados como grama. Um livro de contos.

Forasteiros, Projeto Dulcinéia Catadora (2013)

Há quem os chame de mendigos. Na verdade, são homens livres, nômades com o espírito dos aventureiros. Percorrer o mundo vasto mundo humano e desafiar a linha de segurança entre a plataforma do metrô e os trilhos fatais. Histórias relativamente aberrantes.

livro Colisões Bestiais Particula(res)

Colisões Bestiais Particula(res), Editora Oitoemeio (2015)

Este livro abre com uma carta dirigida a J. Cortazar na tentativa de salvar um idioma em extinção. A narrativa acolhe Borges (como jogador de xadrez), Bolaño, Vila-Matas, Dostoiévski, Gonçalo M. Tavares, David Foster Wallace, Virginia Woolf, Greta Garbo, Marilyn Monroe e Dione Warwick e permite que cruzem caminho com os anões da Rua Cem  fotografados por Diane Arbus, monges budistas, anciães de asilo, psiquiatras, cirurgiões plásticos, médicos malignos, um homossexual à beira da morte, uma filha que pode ter assassinado a mãe com o auxílio de micos.  O leitor é convidado a meditar sobre provocações filosóficas e a ciência da física nuclear a permearem contos de tendência surrealista.

 15781682_1229574280428920_3932977555526233958_n

Jogos (Ben)ditos e Folias (Mal)ditas

JOGOS E TRAPAÇAS – E UMA PROSA FUMEGANTE.

Quantas histórias podem passar numa alfândega supostamente cerrada? O que fazem os personagens quando estão sonhados na cabeça irrequieta de um autor? De que forma vida real e ficção entram em constante pugilato? Essas questões me passam quando tenho em mãos qualquer coisa escrita por Kátia Gerlach, autora que despontou com o já hipnótico Colisões Bestiais (Particula)res, pela editora Oito e meio. Vem daí que, numa linha que aproxima muito um tipo de narrativa labiríntica, lembrando bem uma mistura de Carlo Emilio Gadda com Almodóvar, temos uma prosa iluminada, cheia de referências, com personagens tão inquietos que parecem estar à beira de um ataque de ficção.
Kátia, verdade seja dita, não é leitura breve, mastigável, não é fast-food. Cada parágrafo requer atenção de detetive, requer mais um leitor-analista do que um flaneur com déficit de atenção. A galeria de personagens pede um pouco mais – entre um riso de galhofa e um susto por um turning point. Nada de spoiler aqui, estamos tratando de uma nova prosa, estalando de virtuoses. Dmitri, Robinson, Fyodor e Anna, entre outros personagens, não apenas ficam gravados na lente mnemônica do leitor, pois há muito mais aspectos, cenários, movimentos, encaixes, notações de um xadrez de vidas na prosa de Kátia do que sonha nossa vã imaginação.
Jogos e folias pode muito bem servir como um livro-tabuleiro – e contar um pouco do que se passa aqui pode estragar a festa. Só para constar, usando ainda, temerariamente a tal teoria das camadas de cebola a La Piglia, tem muito mais subterrâneo sendo contado aqui do que na claridade da superfície retalhada, entre cidades e cruzeiros, mazelas e joie de vivre. Desde que se entenda como o espectador abusivo que é, um leitor de um livro de Katia Gerlach não tem sossego: tem que trabalhar na peça burlesca com que ela monta seu espetáculo. Assim a literatura faz aquele salto em que a desdiz, não deixando margem de classificação, como são os bons textos que não se contentam com pouco. Aqui, o que espera é o inesperado. Truque de quem já trilha com segurança o caminho das pedras da ficção.
(André Ricardo Aguiar)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s